05/08/10

A VANTAGEM ADVENTISTA


Saudável por Escolha - Não por Acaso. Descubra os Segredos da Longevidade dos Adventistas do Sétimo Dia:
ENTRAR

A Vantagem Adventista (saudável por escolha - não por acaso)

1 - A lendária fonte de juventude arrastou aventureiros do passado para uma vida de busca infrutífera. Ninguém quer envelhecer, e muitos ainda procuram uma poção mágica que nos permita permanecer jovens o mais tempo possível. Hoje queremos falar-lhe de como ser saudável por escolha e não por acaso.

2 - O envelhecimento é um processo gradual, que tem início na concepção e continua ao longo da nossa vida. Na realidade, a velhice não se define apenas pela idade cronológica,

3 - Mas também quando a doença e a incapacidade limitam as nossas tarefas diárias. Algumas pessoas tornam-se velhas embora sejam relativamente jovens na idade.

4 - Por outro lado, outros mantêm-se jovens, enérgicos e produtivos, ainda que avançados em idade.

5 - Muitas obras de grandes artistas e génios foram realizadas durante os anos mais tardios da sua vida. Por exemplo, Miguel Ângelo tinha 70 anos de idade quando pintou a Capela Sistina.

6 - e Verdi compôs uma das suas mais famosas óperas com a idade de 80 anos.1

7 - O envelhecimento prematuro e a incapacidade são em grande parte o resultado de certos factores do estilo de vida.

8 - Hábitos como o fumar, o consumo de álcool e cafeína e o uso abusivo de drogas, podem envelhecer as pessoas prematuramente.

9 – Além disso, um regime alimentar constituído por alimentos ricos e refinados, e a falta de exercício também aceleram o envelhecimento.

10 - A comunidade científica tem demonstrado muito interesse em certos grupos de pessoas que possuem não só uma saúde mas também uma longevidade mais elevadas do que o habitual. Entre esses sobressaem....

11 - ... os Adventistas do Sétimo Dia, considerados por muitos como das “pessoas mais saudáveis” no mundo.2

12 - Estudo após estudo tem concluído que os Adventistas do 7º Dia, em todo o mundo, estão em posição muito melhor, quando comparados com o resto da população...

13 - ... com muito menos doenças cardíacas e cancro.

Isto é de especial interesse, uma vez que dois terços das pessoas que vivem nos países ocidentais, morrem destas duas doenças, e...

14 - ... o Instituto Nacional de Cancro declara que “80 % dos cancros são potencialmente evitáveis com a prática de um bom regime alimentar e de um estilo de vida saudável.”3

Os Adventistas têm menos internamentos, intervenções cirúrgicas e prescrições médicas (receitas). Sofrem menos de obesidade, de osteoporose4, e de um grande número de outras doenças. Se contraem algumas destas doenças, é geralmente 10 anos mais tarde do que o ocidental vulgar.5

15 - Estudos realizados nos Estados Unidos, Holanda, Noruega e Polónia revelaram que a esperança de vida de uma mulher Adventista é de dois a cinco anos mais longa do que a do resto da população.6

16 - No caso dos homens Adventistas, a sua longevidade é ainda maior, de quatro a dez anos mais longa do que a dos demais.7
17 - Mais de 250 estudos de investigação revelaram a melhor saúde de que desfrutam os membros desta igreja, compostos de pessoas de todas as raças e culturas.
Estes estudos mostram claramente

18 - Que os Adventistas em todo o mundo vivem mais tempo, com vidas mais saudáveis.8

Estas são evidências esmagadoras e actuais. Agora, a pergunta importante é: Como é que eles o conseguem?

São os Adventistas do 7º Dia mais saudáveis por escolha ou por acaso?

19 - Em meados do século XIX, num tempo em que pouco se conhecia acerca de saúde, ou sobre as causas e prevenção das doenças, quando a prática de sangrias, para baixar as febres, era comum

20 - e a administração de drogas, pílulas e outros preparados, altamente tóxicos, tais como o arsénico e o mercúrio, era considerada prática médica normal...

21 - Os Adventistas do 7º Dia optaram por seguir os princípios de saúde encontrados na Bíblia e nos conselhos inspirados de uma mulher muito devota, chamada Ellen G. White.

22 - Ellen White escreveu muito sobre o tema da saúde e sobre uma variedade de outros assuntos. Embora escritos há mais de um século, os seus ensinos acerca de um estilo de vida saudável ainda hoje são válidos. Quando analisamos a maioria dos estudos científicos feitos nos últimos 30 anos, muitos deles confirmam hoje as suas recomendações.9

23 - O tabaco é um exemplo. Por volta de 1850, Ellen White começou a avisar que o tabaco era um veneno, que origina cancro, doenças cardíacas e outros problemas de saúde. No entanto, mesmo já em 1950, a Associação Médica Americana defendia que o tabaco era mais benéfico do que daninho.10

24 - Então o que é proporciona aos Adventistas os grandes benefícios de saúde que já mencionámos?

A sua vantagem parece estar directamente relacionada com o seu modo de vida e com a fidelidade com que seguem os princípios do estilo de vida retirados da Bíblia e dos conselhos de Ellen White. É evidente que os Adventistas do 7º Dia não são mais saudáveis por acaso,

25 - Mas por escolha.

Embora os estudos revelem uma diminuição significativa de doenças entre todos os Adventistas, os que seguem mais de perto o estilo de vida conservador, alcançam os maiores benefícios.

26 – As doenças cardíacas são um bom exemplo. Em todo o mundo, são o assassino número um nos países desenvolvidos.

27 – Quando comparados com os seus vizinhos não Adventistas,

28 – Descobriu-se que entre os homens Adventistas que incluíam carne na sua alimentação havia menos 44% de mortes por doenças cardíacas. Pensa-se que isso se deve, em grande medida, a serem não fumadores, não bebedores e a terem um regime alimentar bastante mais saudável do que a população em geral.

Ainda mais importante, os homens Adventistas do 7º Dia que comiam uma alimentação vegetariana,

29 – incluindo o uso de ovos e de lacticínios, tinham ainda melhores resultados, com 61% menos de mortes por doenças cardíacas.

Mas os mais saudáveis de todos eram os vegetarianos...

30 – que não usavam absolutamente nada de carne, peixe, leite ou ovos. Comparados com a população em
geral, estes tinham menos 86% de probabilidades de morrer de doença cardíaca.11

É uma grande vantagem!
Mas essa vantagem não se limita apenas às doenças cardíacas e ao cancro.

31 – Os Adventistas vegetarianos, entre os 30 e os 50 anos de idade, corriam 4 vezes menos risco de morte em
todas as causas de morte juntas, quando comparados com aqueles que comiam carne.

Será que estas vantagens só se tornam efectivas no outro extremo da vida, na velhice? Não. Há estudos que revelam que os benefícios são mais importantes nas pessoas mais jovens.12

32 – Dos estudos feitos sobre a Saúde entre os Adventistas aprendemos que as escolhas diárias feitas no nosso
estilo de vida têm um profundo impacto tanto na qualidade como na longevidade da nossa vida.

33 - Aqui temos um resumo de alguns dos principais elementos protectores encontrados nos estudos sobre o
estilo de vida Adventista.

Os Adventistas do 7º Dia que se preocupam com a saúde:

34 – Comem uma alimentação baseada em vegetais escolhida pelo nosso Criador, tal como se encontra no
Génesis: uma grande variedade de frutas, verduras, cereais integrais, leguminosas, frutos secos e sementes.
Esta pode ser a coisa mais importante que podemos fazer pela nossa saúde.13 Comer uma alimentação rica
em frutas e verduras acrescenta 4-5 anos de vida.

35 – Fazem muito exercício ao ar livre. A participação regular em exercícios moderados acrescenta 3-4 anos de vida.

36 – Abstêm-se de álcool, cafeína e de drogas ilícitas. O preço que esses venenos cobram sobre as nossas vidas é uma tragédia imensa que pode ser evitada.

37 – Não fumam.14 Um em cada quatro fumadores morre prematuramente, por causa do tabaco. Essas pessoas perdem, em média, 21 anos de vida.15

38 – Mantêm um peso saudável. Ser relativamente magro acrescenta 3 a 4 anos de vida.16

39 – Os Adventistas acreditam firmemente na importância da confiança em Deus para se ter uma óptima saúde física, mental e espiritual. A ciência demonstrou que a espiritualidade melhora profundamente a qualidade de vida.17 Deus oferece a todos esperança que cura. Uma atitude optimista e positiva fortalece o sistema imunitário, a defesa do nosso corpo contra a doença.

40 – O estudo regular da Bíblia beneficia o corpo todo. Uma mente activa e estimulada retarda o envelhecimento. Os estudos indicam que os clérigos, os cientistas e os professores vivem todos mais tempo.18

Que podemos nós esperar se adoptarmos os princípios do estilo de vida Adventista?

41 – Dos estudos feitos acerca da Saúde entre os Adventistas aprendemos que um não fumador, não bebedor, que é relativamente magro, que pratica exercício moderado e que dá prioridade aos frutos e verduras na sua alimentação...

42 – pode esperar viver mais 10 a 12 anos de vida produtiva.

Não seria maravilhoso se todos pudéssemos receber esses benefícios? Felizmente, os princípios bíblicos para ter uma boa saúde estão ao alcance de todos. A Palavra de Deus promete ricas bênçãos de saúde física, mental e espiritual a todos os que seguem as suas instruções.

43 – No livro de Provérbios lemos: “Filho meu, atenta para as minhas palavras; às minhas razões inclina o teu ouvido. Não as deixes apartar-se dos teus olhos; guarda-as no meio do teu coração. Porque são vida para os que as acham, e saúde para o seu corpo.” Provérbios 4:20-22

A saúde é, em larga medida, uma questão de estilo de vida... e o estilo de vida é uma escolha. A escolha é
sua!

Bibliografia:
1 – Wilfred Frank, Six Weeks to Words of Power, p. 6
2 – Chris Rucker e Jan Hoffman, The Seventh Day Diet
3 – Revista do Instituto Nacional do Cancro 85 (1993): 846, 847
4 – A. Marsh, T. Sanchez et al., Critical Bone Density of Adult Lacto-ovo-vegetarian and omnivorous women (Densidade Óssea Crítica das Mulheres Adultas Lacto-ovo-vegetarianas e omnívoras), Rev. da Ass. Diet. Amer. 76 (1980): 148.
5 – Dr. Fraser, em Healthy People 2001, Universidade de Loma Linda.
6 – Desfruta! Novo Estilo de Vida; Publicadora Atlântico, Sabugo, 2001, p. 78 (VERIFICAR)
7 – Ibid.
8 – Idem, p. 76
9 – Neil Nedley, MD, Proof Positive (Prova Positiva), Nedley Publishing, pág. 537.
10 – Ibid.
11 – Phillips LR, Lemon FR, et al., Coronary Heart Disease Mortality among Seventh-Day Adventists with differing dietary habits: a preliminary report (Mortalidade por doença cardíaca coronária entre os Adventistas do Sétimo Dia com diferentes hábitos alimentares: um relatório preliminar) Rev. Amer. de Nutri. Clín, Out. 1978 (Supl. 10): S191-S198. (Fonte: Prova Positiva, p. 84)
12 – Ibid.
13 – Dr. Stavric, Patient Care (Cuidado do Doente), 15 de Nov., 1995, p. 36.
14 – Deut. 29:18, 20 (margem)
15 – Neil Nedley, Proof Positive (Prova Positiva), p. 372
16 – Aileen Ludington, MD, Feeling Fit (Sentindo-se em forma), Review and Herald Publishing, Hagerstown, MD, 1997, p. 14
17 – Ellison CG, Religious involvement and subjective well-being (O envolvimento religioso e o bem-estar subjectivo) Rev. Saúde e Comp. Social, Junho de 1990; 31 (2): p. 185-202.
18 – Idem, nº 1

1 comentário:

Nanyca Pyquena disse...

Adventistas podem comer frango?